Loomio
Sat 21 Mar 2015

Fundo Partidário

MBL
Mateus Bispo Leal Public Seen by 186

Nos últimos dias o cogresso aprovou um aumento no fundo partidário que implica em triplicar os gastos orçamentários com os partidos. Faz isso em pleno momento de crise e descrédito da política nacional. Diante dessa realidade que posição o partido da internet tomará? Dentro de nosso ânimo em produzir propostas para o debate da reforma política do país alguns de nossos membros consideram como solução para esse dilema específico o fim do Fundo Partidário. Os partidos passariam a ser financiados exclusivamente com recursos próprios originados de doações de seus filiados e apoiadores. Assim as verbas públicas que hoje custeiam partidos seriam redirecionadas para seu objetivo principal a melhoria da qualidade de vida do cidadão brasileiro e a promoção da prosperidade em nosso país. O que vocês acham disso?

Material de referência:
http://g1.globo.com/politica/blog/blog-do-camarotti/post/senadores-pedem-que-dilma-vete-ampliacao-de-fundo-partidario.html
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/03/1604415-congresso-aprova-orcamento-2015-com-o-triplo-de-verba-para-fundo-partidario.shtml
https://www.youtube.com/watch?v=XwRIk1IdyWo

FM

Fernando Mendes Sat 21 Mar 2015

O fato de apoiar o modelo de partido que não aceite dinheiro privado e nem público e viva de dinheiro de associado e do ecommerce da loja virtual, propõe um modelo totalmente inovador de partido. Um modelo que se dissiparia das ligações financeiras e teria uma ligação mais forte com propósitos e projetos

FM

Fernando Mendes Sat 21 Mar 2015

Isso forçaria os partidos a terem mais criatividade. A buscarem propostas inteligentes e humanistas que façam com que pessoas realmente queiram participar de boas ideias e financiem seus projetos e não demagogias.

FM

Fernando Mendes Sat 21 Mar 2015

Fernando Mendes, apóia a posição de inovação de modelo de partido político como bandeira da API. Demonstra em estatística que adolescentes de faixa de 16 a 17 anos reduziram em 50% em retirar o título de eleitor e isso demonstra um futuro nada bom para os interesses políticos do país, deixando com que os partidos existentes predominem pela falta de interesse os jovens da próxima geração e apóia uma postura inovadora da API para seguir a nova cultura de crowdfunding, horizontalidade, transparência, colaboratividade e conhecimento.

FM

Fernando Mendes Sun 22 Mar 2015

Quanto a dificuldade de tal ideia. Afirmo que todo e qualquer tipo de projeto e principalmente político, por se tratar de uma área falida, em todos os tipos ( moral principalmente ), se faz necessário algo ou alguém que sirva de molde e que realmente faça com que pessoas vejam e queiram participar de política...